Deus e o Bóson de Higgs

Há pouco tempo fomos noticiados com o que seria umas das mais importantes descobertas da Física, o Bóson de Higgs, ou a chamada “Partícula Deus”. Esta partícula foi postulada em 1964, e quase 50 anos depois, através de estudos com o Large Hadron Collider (LHC) localizado no CERN – The European Organization for Nuclear Research, uma nova partícula, bastante próxima do dito de Bóson de Higgs, foi descoberta.

Imagem de um experimento no LHC – Fonte CERN.

Mas se você assim como muitos outros mortais tem dificuldades em entender o que é e qual a importância dessa partícula, este ótimo vídeo do TED pode facilitar a sua vida. E realmente vale a pena ser visto.

E agora surge a pergunta: Já que essa partícula era o ponto que faltava em uma equação que pode explicar TUDO, exceto a gravidade, qual o lugar de Deus no mundo? E esta foi basicamente a pergunta feita ao físico Marcelo Gleiser no programa Canal Livre da Rede Bandeirantes: Diante da descoberta desta partícula, ainda há a necessidade de Deus para o funcionamento do universo?

A Criação de Adão. Afresco de Michelangelo pintado no teto da Capela Sistina no Vaticano – Fonte: Wikipedia.

Sua resposta foi: A mecânica universal não precisa de Deus, as pessoas podem precisar de Deus.

Disto me surgiu outra pergunta: Será que Religião e Ciência são mutuamente excludentes?

Na realidade a resposta não tenho, mas acredito que haja sim lugar para os dois na sociedade. Logo, tornar disso uma dicotomia maniqueísta não me faz nenhum sentido.

Em um artigo intitulado ‘The science-religion relation: Controversy, convergence, and search for meaning’, Philip Hefner argumenta que tanto cientistas e teólogos dividem uma mesma interface, a “busca de sentido”. É inerente ao ser humano se questionar, querer conhecer o desconhecido e basicamente a Ciência se ocupa disso. Mas muitas vezes a religião também. Precisamos conhecer nossa realidade até mesmo para podermos nos sentir mais à vontade com ela e ficarmos mais confortáveis com o que nos cerca. No entanto, nem tudo pode (por limitações de conhecimento/tecnológicas) ou deva ser explicado pela ciência. E são destas questões que a religião muitas vezes se apropria.

Em outro interessante artigo, Eugene d’Aquili e Andrew Newberg argumentam que os seres humanos constroem mitos em forma de fontes de poder personalizáveis – deuses, espíritos, demônios, etc. – a fim de explicar seu mundo. Basicamente nosso cérebro buscaria entender e compreender o que nos cerca, e as informações que chegam a ele partem de nossos sentidos. O cérebro então concatena todas estas pequenas informações em uma sequência causal. No entanto, nem sempre através das informações captadas ele consegue formular um desfecho, uma vez que nem sempre todas as informações são fornecidas pelo meio. Em consequência o cérebro humano gera por si um possível final para essa sequência de informações. Em resumo, o cérebro humano cria desfechos para questões que não podem ser respondidas a fim de conseguir lidar com a sua realidade.

Enfim, é inegável que tanto a Ciência quanto a Religião ocupam posições importantes na sociedade, ambas há centenas de anos. Ambas tentando trazer algum tipo de explicação ou conforto aos seres humanos. Ambas influenciando o pensamento e agir dos seres humanos, e às vezes influenciando até demais.

Bibliografia:

1-      Hefner, P. (1997). The science-religion relation: Controversy, convergence, and search for meaning. International Journal for the Psychology of Religion, 7, 143-158.

2-      d’Aquili, E.G. & Newberg, A. B. (1998). The neuropsychological basis of religion, or why God won’t go away. Zygon, 33, 187-202.

3-      Paiva, G.J. (2002), Ciência, religião, psicologia: Conhecimento e comportamento. Psicologia: Reflexão e Crítica. 15, 561-567.

Anúncios

4 respostas em “Deus e o Bóson de Higgs

  1. Pingback: Revisão por pares: um mal necessário? (Parte 2) | Prisma Científico

  2. Pingback: O bóson da ciência: muita massa em pouco tempo | Prisma Científico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s