Esperto pra cachorro

Quem tem ou já teve um cachorro de estimação já se fez alguma dessas perguntas ao menos uma vez: “Será que o [inserir nome de seu cachorro] é um gênio?” ou “Como pode a [inserir nome de sua cachorra] ser tão tapada?”. Posso dizer por experiência própria que já vivi os dois lados da moeda.

No ideaPor exemplo, já tive uma cachorra que abria facilmente a porta de casa para poder sair como também já tive um cachorro que quando ficava muito animado costumava bater de cabeça nas paredes e portas porque não conseguia parar de correr a tempo. Será que esses meus dois cachorros são exemplos de um cão sagaz e um ignorante ou é apenas uma questão de treinamento? Não sei, mas sempre fui curioso pra saber se existe alguma maneira de qualificar seu cãozinho de acordo com sua “inteligência”. Descobri que não era o único com essa curiosidade.

Dognition

O antropólogo evolutivo e professor da Universidade de Duke, Brian Hare é o pesquisador-líder da Dognition, uma nova empreitada que busca aumentar o conhecimento a cerca da cognição canina ao mesmo tempo em que proporciona aos donos dos animais um melhor entendimento a respeito de seus bichinhos de estimação.

Desde 2009, Brian é um dos líderes do Duke Canine Cognition Center no qual diversos testes são realizados visando elucidar melhor o desenvolvimento da cognição canina e a interação com o ser humano. Observando um aumento crescente de pessoas que procuravam este centro de pesquisa interessadas em conhecer melhor seus animais de estimação e também por pressão de seus colegas de trabalho, Brian decidiu investir na ideia e hoje o Dognition (que foi ao ar em fevereiro) se apresenta como um futuro bem promissor. Segundo Brian, ele espera que apenas no 1° ano de vida, o Dognition conte com um banco de dados de aproximadamente 100.000 cachorros nos EUA.

O trabalho realizado pelo Dognition é bastante interessante e é capaz de traçar um perfil cognitivo e de personalidade do cão abrindo a oportunidade de uma maior compreensão entre o animal e seu dono. Inclusive no site do programa existem relatos de pessoas que já participaram e obtiveram resultados positivos.

Através de atividades simples realizadas com o dono do cão, sozinho ou com algum ajudante, características como tomada de decisão, testes de memória e comunicação são avaliadas e no final o animal é classificado em uma das nove categorias pré-definidas. Veja um exemplo de um exercício no vídeo abaixo (Clique na imagem).

Video

De acordo com o desempenho de seu cão nos testes, ele pode ser classificado entre uma de nove categorias como: Einstein, Charmoso e Expert

Badges

O mais legal para mim desse trabalho é que Brian e sua equipe foram realmente capazes de unir o útil ao agradável. Ao mesmo tempo em que conseguem ampliar seu banco de dados para estudos e se firmar como um dos grandes centros de estudo de cognição animal, eles proporcionam aos seus clientes uma experiência incrível de aproximação com seu cachorro que resulta num aumento da intimidade e uma convivência mais harmoniosa.

Quem quiser conferir a entrevista do Brian Hare para a revista Science dos mês de janeiro, clique aqui.

Este post é em homenagem a 3 cachorros que fazem ou fizeram parte da minha vida!

Pipa e Dunininha ( Para os bons de matemática de plantão, falta  meu outro cachorro, o Whisky, mas como não tinha foto, a homenagem fica por aqui mesmo

Pipa e Dunininha ( Para os matemáticos de plantão, falta meu outro cachorro, o Whisky, mas como não tinha foto, a homenagem fica por aqui mesmo).

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s