Veneno Natural para Ratos?

Alguns dias atrás, eu recebi um post no Facebook sobre um tal veneno para ratos, transcrito abaixo: images

 “Vale a pena COMPARTILHAR!

VENENO NATURAL PARA RATOS

Veneno ecológico para matar ratos – UTILIDADE PÚBLICA.
Nossos cientistas são feras mesmo!
Método usado por criadores de pássaros!
COMBATENDO OS RATOS.

“Mudei-me há poucos meses para o primeiro andar de um prédio e, como todo paulistano, estou sendo vítima desses indesejáveis hóspedes…
Pergunta daqui, pergunta dali…
Uma amiga me disse que feijão triturado matava ratos, mas não detalhou.
Fui pesquisar e descobri esse estudo da Universidade Federal de Pelotas”.

Como fazer:

a) Pegue uma xícara de qualquer feijão cru (sem lavar mesmo);
b) Coloque no multiprocessador ou liquidificador (SEM ÁGUA);
c) Triture até virar uma farofinha bem fininha, mas sem virar totalmente pó.

Onde colocar:
Coloque em montinhos (uma colher de chá) nos cantos do chão;
a) Perto das portas;
b) Janelas (SIM… eles escalam as janelas…)
c) Atrás da geladeira;
d) Atrás do fogão;
e) À beira de esgotos, de córregos e valas, em ruas e/ou alamedas, por exemplo.
OBS.: O custo é muito barato e a eficácia é muito elevada!

O rato come essa farofinha, mas não tem como digerir o feijão (cru), por falta de enzimas digestivas ou substâncias que digerem feijão cru. Isso causa aos ratos envenenamento natural por fermentação. Todos os que ingerem morrem!

A população de ratos se extingue em três dias no entorno da área em que o farelo do feijão cru foi colocado.

DETALHE IMPORTANTE:
a) Ao contrário dos tradicionais venenos (Racumim, por exemplo), o rato morre e não contamina animais de estimação. E a quantidade de feijão que ele ingeriu e o matou é insuficiente para matar um cão ou gato, mesmo porque estes gostam de MATAR pra comer… Mas animal morto, eles não comem. E não há evidências de que o farelo do feijão cru faça mal a gatos e cachorros, pois, eles têm enzimas digestivas capazes de metabolizar esse alimento.
b) Se tiver crianças pequenas (bebês), ainda em período de engatinhamento, que colocam tudo na boca, não faz mal algum, pois o feijão para o ser humano, mesmo cru, é digerido. Mesmo assim, é preciso colocar o “veneno” em lugares seguros, longe do alcance das crianças, isto é, onde crianças não costumam transitar, porque a urina de ratos, em alimentos (no feijão triturado, no caso) pode conter Leptospirose, contaminação microscópica que pode matar seres humanos de qualquer idade, se não tratadas a tempo! Só isso, como cuidado!

DIVULGUEM, POR FAVOR!

NÃO TEM CONTRA INDICAÇÃO.
REPASSEM, POR FAVOR!
O MEIO AMBIENTE E A SAÚDE DE TODOS AGRADECEM!
VAMOS PARAR DE UTILIZAR PRODUTOS QUÍMICOS A TODO MOMENTO!”

Geralmente, eu nem dou muita bola para esse tipo de post milagrosos em redes sociais. Mas esse me chamou a atenção por mencionar cientistas e um estudo da Universidade Federal de Pelotas. Fui atrás do trabalho para ver qual foi realmente o estudo dos pesquisadores brasileiros, que está disponível aqui. tipos-feijao-27036É um trabalho que está em português e de fácil compreensão, vale a pena dar uma olhada. No artigo, são comparados diversos componentes nutricionais de quatro variedades de feijão. Os pesquisadores fazem uma breve introdução ao feijão e mostram já no começo que o feijão (assim como em outras leguminosas como a soja) contém duas proteínas tóxicas, a anti-tripsina e a lectina. A anti-tripsina, é um potente inibidor de proteinases (enzimas que quebram proteínas). Como seu nome sugere, inibe a tripsina, que atua na digestão de proteínas. Como consequência, pode haver retardo no crescimento e uma hipertrofia pancreática, o órgão responsável pela produção da tripsina, devido à resposta adaptativa pelo aumento da necessidade de tripsina (1). Já a lectina, também chamada de fitohemaglutinina, é uma proteína que tem diversas funções em mamíferos, como induzir a divisão celular, participação na membrana celular e aglutinar glóbulos vermelhos,  o que pode interferir com o metabolismo celular.

A intoxicação pode se dar pela ingestão de 4 ou 5 feijões crus e leva a náusea, vômitos e diarréia. A recuperação se dá em torno de 4 a 5 horas após o consumo, geralmente sem necessidade de medicação (2).

Voltando ao post, o rato não morreria por fermentação, morreria devido a intoxicação destas duas proteínas. Três detalhes importantes: a) ratos não apresentam reflexos de vômito, por isso acabam acumulando as proteínas no organismo. b) Estas proteínas fazem mal sim aos humanos, também temos tripsina e hemácias. c) Estas proteínas só são tóxicas quando o feijão é ingerido cru (por isso cozinhamos o feijão, a temperatura impede esses efeitos tóxicos).

A meu ver, o grupo da Universidade Federal de Pelotas quis comparar o valor nutricional de diferentes tipos de feijão e a ausência do efeito tóxico no alimento cozido. Nunca tiveram a ideia de criar um raticida.

Mas de fato, o feijão cru pode matar ratos. No estudo, foi necessário aproximadamente 0,6 gramas de proteína de feijão cru por dois dias para os animais morrerem. Certo. SE você conseguir fazer com que os ratos comam o feijão. Se roedores de pequeno porte, como ratos ou camudongos, comem algo que lhes fará mal e cause um desconforto abdominal e diarréria, eles nunca mais chegam perto do que comeram (comportamento chamado de condicionamento de aversão ao gosto, também conhecido como Efeito Garcia). Além disso, acho improvável que um rato coma a farofa de feijão cru. Por que então os animais do estudo comiam o feijão cru? Porque o feijão estava misturado com o alimento padrão deles e eles só comem isso.

Portanto, o feijão cru pode ser um veneno para ratos, assim como um veneno também para cachorros, gatos e humanos, dependendo da quantidade ingerida.

Para finalizar, queria comentar a frase “em alimentos que podem conter Leptospirose”. A leptospirose é causada por uma bactéria (Leptospira) que pode estar presente na urina de ratos e causar a doença. Do jeito que está no texto, parece que o alimento contém a doença, é o mesmo que falar que o alimento contém gripe ou dengue. Sei que estou sendo preciosista e dá para entender perfeitamente a frase, mas na hora me veio a imagem de um feijão com leptospirose. 😛

 Não sei onde se iniciou o post, mas me chamou a atenção como as informações científicas foram passadas. Tenha uma pulga atrás da orelha quando ouvir “a ciência comprova”, “os cientistas dizem” e as fontes não forem mostradas. Como mostrado no vídeo abaixo, você pode tentar convencer qualquer um baseando-se em evidências científicas!

 

Referências:

1) Pancreatic Response in Rats and Mice to Trypsin Inhibitors from Soy and Potato After Short- and Long-Term Dietary Exposure. J Nutr. 1989;119(11):1598-609.

2)Bad Bug Book -http://www.fda.gov/downloads/Food/FoodborneIllnessContaminants/UCM297627.pdf

PS: O vídeo acima é humorístico. Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.


Anúncios

2 respostas em “Veneno Natural para Ratos?

  1. Pingback: AIDS, DNA e uma história mal-contada | Prisma Científico

  2. Pingback: De onde vem sua opinião? | Prisma Científico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s