Fosfoetanolamina: uma história mal contada

Talvez você tenha notado recentemente nos meios de comunicação e nas redes sociais certo barulho causado por uma “nova cura” do câncer: a fosfoetanolamina (FOSFO). Pra quem não foi atingido por esta onda vou fazer um breve resumo da história. No dia 17 de agosto, pacientes com câncer entraram na justiça para que a USP libere a distribuição de um suposto “remédio” para o combate da doença. O composto era produzido e distribuido dentro do Instituto de Química da USP-São Carlos (IQ-USP) e há relatos de melhoras dos sintomas e até cura. Em 2014, o IQ-USP passou uma portaria que regulava a produção e distribuição de qualquer substância usada com finalidade terapêutica produzida dentro de suas dependências. O documento esclarece que apenas aquelas substâncias que apresentarem toda a documentação emitida por órgãos públicos de saúde poderão seguir sendo produzidos e distribuídos pelo Instituto. A FOSFO, por não ter esses documentos, deixou de ser distribuída. O que se seguiu foi uma onda de brigas judiciais e protestos que agora ganham força pela cobertura da mídia.13042012drogas_remedios008-1115723 Continuar lendo

Anúncios

Prisma Entrevista: Caçadores de Neuromitos

prismaentrevista

O que você sabe sobre o seu cérebro é verdade?

Para nos aprofundarmos nessa questão, confira a nossa entrevista com a Dra. Larissa Zeggio, uma das autoras do Livro “Caçadores de Neuromitos” lançado em Junho de 2015:

livro_neuromitos

Legenda: Organizado pela Profa. Roberta Ekuni, Dra. Larissa Zeggio e Prof. Dr. Orlando Francisco Amodeo Bueno

Continuar lendo

Stigma redigere: O novo feitiço do Harry Potter

harry-potter1Goste ou não, a série de livros da autora inglesa J.K. Rowling, Harry Potter, não é só um sucesso, mas um fenômeno sem precedentes. Com mais de 450 milhões de vendas e traduções para mais de 67 línguas, os livros que contam a história do bruxo mais famoso deixaram sua marca na cultura contemporânea.

Nas entrelinhas da história de Rowling, além da lição de que coragem e amizade são fundamentais na formação do caráter de uma pessoa, uma crítica pungente ao racismo, preconceito e fanatismo é conduzida. No mundo fictício de Harry Potter, alguns bruxos se autodenominam “bruxos de sangue puro”, aqueles nascidos de pai e mãe também bruxos. Tais bruxos consideram-se superiores aos mestiços (pelo menos um pai não é bruxo), seres mágicos que não são de sua raça, e também seres não mágicos, como nós, os “trouxas”. Ao longo da história vemos que se por um lado Voldemort, o bruxo mais terrível de todos os tempos e inimigo de Harry, junto com seus seguidores rejeitam aqueles diferentes, Harry por sua vez convive com eles, nutrindo uma amizade e uma empatia profunda com os mesmos.

Mas o que Harry Potter tem a ver com o Prisma Científico? Continuar lendo

Epidemia de crack? Quem são os usuários? – Por que o crack – Parte 2

Vamos à sequência de posts sobre crack aqui no Prisma Científico! Caso você ainda não tenha lido a Parte 1, acesse aqui.

Epidemia de crack? Há algum tempo ouvimos sobre uma alarmante epidemia do crack. Entretanto, no Brasil até pouco tempo atrás existiam poucos estudos que fossem adequados para se responder a esta pergunta (na verdade, do ponto de visto epidemiológico[1] ainda pode-se dizer que não existem trabalhos com metodologia científica adequada e que permitam afirmar se há ou não uma epidemia de crack). Entenda o motivo!

Efeitos-Do-Crack-Características-Gerais-e-Comparativo-Com-Outras-Drogas Continuar lendo

Explicando o título da sua tese para um leigo

Você só estuda? O que você está estudando? Ou o que você faz no trabalho?

Você certamente já teve que responder a essas perguntas várias vezes ao longo deste ano. E digo mais, com a proximidade das festas de fim de ano, vêm as reuniões de família, os churrascos com pessoal das antigas e tantos outros reencontros com as pessoas que faz tempo que você não vê, e com isso, é muito provável que você ainda vai respondê-las mais algumas vezes este ano.

phd061608s

Continuar lendo

Inteligência ≠ Sucesso

Um tempo atrás li um artigo em um site que hoje em dia sou fã (UoD) que falava de como a crença de uma criança sobre sua inteligência pode influenciar negativamente seu desempenho escolar. Basicamente, o texto dizia que crianças que costumam receber elogios como “Você é inteligente” ou “Você é esperto (a)” tendem a apresentar um desempenho pior frente a novos desafios quando comparados com outras crianças que ouvem “Você é esforçado (a)” ou “Você é curioso (a)”. Maneiro, né?

“Ih alá! Post novo, mané!”

Continuar lendo

O “Macaco Azul” e a (não) escrita nossa de cada dia

Escrever é difícil. Colocar no papel suas ideias de forma compreensível é um trabalho complexo e exaustivo e, a depender do veículo em qual essa sua escrita será publicada, pode até ser metódico, como é comumente a produção de um artigo científico.

A vida de um cientista está totalmente relacionada com a escrita e dificilmente ao seguir esta carreira será possível se desvencilhar dessa ação. Livros, artigos, resumos, pôsteres, relatórios, provas, aulas e uma infinidade de pequenos textos deverão ser produzidos nos anos que se seguirão aos seus primeiros passos por este caminho.

Continuar lendo