Prisma Entrevista: Caçadores de Neuromitos

prismaentrevista

O que você sabe sobre o seu cérebro é verdade?

Para nos aprofundarmos nessa questão, confira a nossa entrevista com a Dra. Larissa Zeggio, uma das autoras do Livro “Caçadores de Neuromitos” lançado em Junho de 2015:

livro_neuromitos

Legenda: Organizado pela Profa. Roberta Ekuni, Dra. Larissa Zeggio e Prof. Dr. Orlando Francisco Amodeo Bueno

Continuar lendo

Anúncios

Divulgação de evento!

Nota

eventoO avanço científico é marcado por uma constante especialização de áreas de pesquisa. Saímos da Física e fomos para a termodinâmica e relatividade geral. Da Biologia à taxonomia e biologia molecular. Sem perceber, cientistas e entusiastas da ciência se afundam mais e mais em seus campos de interesse e perdem o panorama daquilo que realmente buscam conhecer: a natureza. Chegou a hora de levantar nossas cabeças e começar a olhar o que outras pessoas estão fazendo.

É por isso que o psicólogo e etólogo Jerry Hogan e o psicólogo Altay Lino de Souza estão organizando o seminário Cérebro, Cognição, Comportamento e Evolução: De Poliglota a Monoglota? Frente a frente pesquisadores brasileiros e estrangeiros irão discutir como cada um deles utiliza abordagens diferentes para responder as mesmas perguntas sobre a natureza que tanto lhes interessa. Um choque de mundos científicos!

O evento ocorrerá nos dias 15, 16 e 17 de junho no Instituto de Estudos Avançados – USP e não precisa de inscrição. Haverá transmissão ao vivo pela Internet com a possibilidade de envio de perguntas.

Acesse o link abaixo para saber mais sobre o seminário:
http://goo.gl/ua0Yqf Continuar lendo

Os Corvos e a sua Guerra dos Tronos

Antes de tudo, leitor, clique aqui e deixe a música criar o clima para o texto.

Corvos são animais que para a mitologia e literatura se encontram em um espaço limítrofe entre o mundo espiritual e o mundo real, das religiões pagãs até “O Corvo” de Allan Poe, eles são vistos em geral como detentores do conhecimento místico da morte e, em algumas culturas,  como seres que carregam consigo os maus presságios pelo seu hábito necrófago e a sua cor negra. No seriado Game of Thrones (inspirado na série de livros “As Crônicas de Gelo e Fogo”) a imagem do corvo surge em alguns momentos com a sua habitual ligação mística (“o corvo de três olhos”) e em outros como o grupo de “soldados” servindo para sempre na solidão da muralha, protegendo o continente, um exército formado pela escória do mundo… E esse cara:

Sem título

Continuar lendo

Transparente para visualizar melhor? A técnica CLARITY

É isso mesmo que você leu. A mais nova técnica para trabalhar com tecido animal e desvendar mistérios da conectividade cerebral foi publicada no dia 10 de abril de 2013, por diversas páginas da internet nos EUA, inclusive o New York Times. O Prof. Dr. Karl Deisseroth da Universidade de Stanford nos EUA, aquele mesmo professor que ajudou a idealizar a fantástica técnica de Optogenética (já descrita anteriormente neste blog: Iluminando a Neurofisiologia! e Iluminando a Neurofisiologia! Uma outra refração), juntamente com sua equipe de pesquisa criaram uma tipo de tratamento do tecido cerebral que o torna transparente e permite a visualização das conexões entre diversas regiões cerebrais. Vejam o vídeo publicado no site da Nature:

Continuar lendo

Álcool: dificuldade em parar, problema de memória à vista! (parte 3)

Alcoholism-addictionNos últimos dois posts sobre o álcool, droga de abuso lícita tão comumente usada por muitos e muitos milhões de pessoas, falei um pouco da epidemiologia e dos seus efeitos agudos (Álcool: consumir ou não, eis os seus efeitos), e também mencionei alguns dos fatores que fazem com que um indivíduo possa transitar do uso controlado de álcool para o exagerado (Álcool: se faz alegre, por que se preocupar?). Neste post gostaria de comentar um pouco das explicações científicas atuais (bem recentes meeeesmo!) para o fato de que um indivíduo, já em fase de dependência de álcool, tem grande dificuldade de se livrar do seu uso. Na minha opinião, e de outros cientistas, a dependência de drogas é um processo relacionado à formação de “memórias aberrantes” dos estímulos associados à droga (Torregrossa et al., 2011 – boa revisão!). Quê? Ficou difícil? Vamos explicar com calma! Continuar lendo

Love is in the air…

É, quem já não sentiu flutuar por amor? Quem já não amou mais a outro do que a si mesmo? Aparentemente o amor já atingiu uma parcela bem alta da população. Muito mais do que a parcela atingida por hipertensão, dependência de drogas ou gravidez! O estudo do amor, portanto, poderia ajudar em sua compreensão? Aparentemente, o amor romântico não foge a ciência! Sabe-se que diversas teorias filosóficas e psicológicas tentam explicar o amor e suas variações. No entanto, neste post gostaria de focar e dividir uma pitada da pesquisa realizada pela Dra. Helen E. Fisher, uma antropóloga e pesquisadora comportamental. Ela estuda a atração interpessoal, ou o amor romântico, há pelo menos 30 anos. A Dra. Fisher vem se dedicando a entender a neurobiologia do amor e a mostrar que, mesmo após anos de convivência, é possível que ainda se sinta um amor romântico tão forte quanto aquele dos primeiros beijos (clique na imagem abaixo para ver o vídeo – eu já devo ter assistido mais de 10 vezes e sempre me surpreendo).

Apresentação Dra. Helen Fisher no TED 2008:
“The brain in love”.

Continuar lendo

Iluminando a Neurofisiologia!

Já há alguns anos assisti uma palestra brilhante de um jovem professor. Depois disso tenho certeza de que eu, como neurocientista, estou vivenciando um período de uma grande revolução tecnológica que pode ajudar a desvendar os mistérios do cérebro de forma muito precisa.

Neuroscience has optogenetics fever! And it’s producing crazy fever dreams like this (www.buzzcritic.com).

A optogenética é uma ferramenta que combina manipulações genéticas e ópticas para acessar circuitarias neuronais através da manipulação do potencial de ação, e associá-las a determinados comportamentos. Continuar lendo