Você é uma Kardashian?

No dia em que um módulo da sonda Rosetta conseguiu pousar em um cometa, um retumbante e inédito feito para a humanidade, o assunto mais comentado da internet foi um outro tipo de abundante passo para a nossa sociedade: Uma foto de Kim Kardashian West na revista Paper mostrando os seus também retumbantes, embora não tão inéditos, atributos:

ktyson

Você já viu a parte debaixo da imagem em algum outro lugar que eu sei, não precisamos colocá-la aqui.

As subcelebridades são conhecidas por ganhar fama sem ter muita contribuição para a humanidade pelas conquistas artísticas, políticas ou humanitárias, quanto mais pelas descobertas científicas. Já os cientistas são conhecidos por… Na verdade, os cientistas não são muito conhecidos. É comum lermos histórias de muitos cientistas que morreram sem o reconhecimento público.

Continuar lendo

Anúncios

De onde vem sua opinião?

Quem já leu meus post Fatos e falácias sobre o crack percebeu uma crítica em relação à mídia, especificamente na forma pela qual ela utiliza as informações que transmite.

Somos atualmente cercados pela mídia em suas mais diversas formas. As mídias televisivas, de rádio, escrita e uma das principais atualmente, a internet. É inegável a utilidade e importância da mídia na vida cotidiana das pessoas. Há algumas décadas, informações do outro lado do mundo demoravam semanas para chegar ao Brasil. Atualmente, recebemos e interagimos com a informação de maneira praticamente instantânea.

Continuar lendo

O futuro da divulgação científica!

Divulgação CientíficaEm uma enquete rápida sobre como a ciência é divulgada, qual seria sua resposta? Para os mais astutos a resposta inicial seria: artigos científicos. Exatamente, até hoje a maioria das pesquisas feitas ao redor do mundo são primordialmente divulgadas em formato de artigos publicados em revistas com diferentes índices de impacto quando referendados por 3 a 5 revisores de alta competência.

Haja paciência para aguentar tal burocracia. Pois é, atualmente considero (e não sou só eu) que o sistema de publicação dos avanços científicos está bloqueando e atrasando benefícios para a população. Uma vez li em um artigo escrito por Richard Price, fundador e CEO (Chief Executive Officer) do site de relacionamentos científicos Academia.edu (quem não tem deveria se interessar…), que dois aspectos da publicação científica atual lentificam o desenvolvimento tecnológico: Continuar lendo